Análise fundamentalista: entenda o que é!

Aclamada por grandes investidores como sendo a melhor forma de entender os investimentos de longo prazo, a análise fundamentalista ainda é um assunto pouco conhecido pela ampla gama de pessoas que estão investindo, seja há pouco ou há muito tempo.

Ao investir em ações, por exemplo, a análise fundamentalista permite uma visualização mais ampla sobre os prós e contras que influenciam na decisão de se tornar um acionista de determinada empresa.

O que é análise fundamentalista?

analise fundamentalista

De forma simplificada, a análise fundamentalista é um estudo aprofundado sobre o mercado, setor e economia que está envolvida na relação da empresa.

Além disso, fatores como potencial de crescimento e saúde financeira também são visualizados antes de tomar a decisão de compra de algum ativo.

Portanto, através de indicadores fundamentalistas e estudos sobre macroeconomia, é formado um “funil” de fundamentação que leva a decisões mais claras e potencialmente eficientes na relação de valor, e não do preço da ação em si.

Devido ao caráter de pensamento ‘buy and hold‘, focando a aquisição de empresas na diversificação para mantê-las enquanto possuem significado na carteira de investimentos, investidores como Luiz Barsi e Warren Buffett defendem a utilização da estratégia fundamentalista.

Entendendo a análise técnica

Além da fundamentalista, outra análise conhecida é a técnica. A análise técnica é um método utilizado no mercado financeiro que tem como intuito descobrir quais são as tendências das ações.

No entanto, uma característica comum quanto à resistência desse tipo de análise é de que as ações não seguem uma linha contínua de valorização ou desvalorização.

Isso quer dizer que não se deve basear em performances passadas para saber se determinada ação será valorizada ou desvalorizada.

Ao contrário da análise técnica, a fundamentalista é mais eficiente para longo prazo e oferece mais segurança nas decisões.

A análise de gráficos, que não é comum na fundamentalista, é mais direcionada para traders e especuladores profissionais, que buscam lucro no curto prazo.

O que envolve uma análise?

Como falado, a análise fundamentalista leva em consideração questões econômicas e de mercado, não apenas o que são apontados nos gráficos de desenvolvimento de determinada ação. Até mesmo porque, na renda variável, os ‘passos passados’ não indicam ‘passos futuros’.

Isso quer dizer que, mesmo que uma ação tenha sofrido uma valorização/desvalorização isso não vai, necessariamente, se repetir em um futuro próximo. Como o nome indica, sofre variações. Isso acontece tanto para cima, quanto para baixo.

E muitos investidores se prendem apenas a fatores microeconômicos, mas dentro desse aspecto, é imprescindível pensar como um todo.

Setor econômico

Existem empresas posicionadas em mercados que crescem em um nível mais acelerado do que o PIB, essa pode ser uma estratégia para conseguir bons investimentos.

Negócios que operam em commodity, por exemplo, estão altamente sujeitas ao preço estipulado pelo mercado internacional. Assim, uma alta no preço desse tipo de empresa, pode tornar os negócios do mercado mais atrativos.

Por essa razão, é indispensável conhecer e avaliar o setor econômico no qual a empresa que você pretende comprar ações está inserida.

Macroeconomia

Indicadores macroeconômicos influenciam de forma potente as decisões de um investidor. Por isso, é preciso ter conhecimento base sobe:

  • Inflação;
  • PIB;
  • Selic;
  • Câmbio.

Assim, enxergar como está a economia a nível nacional e internacional, pode fazer com que haja uma melhor compreensão do crescimento econômico e movimentos na Bolsa de Valores.

Market Share

O market share nada mais é do que uma forma de analisar o potencial de crescimento de uma empresa. Ou seja, qual é a fatia de mercado que aquela empresa possui.

Afinal, por mais que um negócio seja bom, se ele não for ótimo em relação aos outros negócios que disputam a mesma área, dificilmente existe uma valorização. Assim, o investidor precisa estar atento a capacidade de aumento do market share da empresa.

Ou seja, a análise fundamentalista é uma forma eficiente para construir e estruturar uma estratégia de diversificação da carteira de ações, colocando em seu portfólio empresas que têm potencial de crescimento no longo prazo.

Diversificando

Diversificando

O brasileiro é famoso por "não investir”, não sair da zona de conforto, guardar dinheiro na poupança, ou de fazer somente o que o gerente recomendou. Estamos aqui para provar o contrário e ainda fazer isso diversificando!
Diversificando

Diversificando

O brasileiro é famoso por "não investir”, não sair da zona de conforto, guardar dinheiro na poupança, ou de fazer somente o que o gerente recomendou. Estamos aqui para provar o contrário e ainda fazer isso diversificando!
Compartilha aí
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email
NÃO PARE AQUI
DEIXE O SEU COMENTÁRIO
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print